top of page
Buscar

BELEZA: A Integração das Necessidades Estéticas com as de Transcendência



É tão curioso como as coisas acontecem. Eu queria escrever sobre beleza há tanto tempo... desde que percebi que era um tema recorrente em sessões de coaching. Interessante que os 'coachees', homens e mulheres, hesitavam em trazê-lo. Eu me perguntava por quê? Talvez porque, nos dias de hoje, existe uma banalização em torno da beleza, mas nem sempre foi assim e não acho que deva ser assim. Eu acreditava que precisamos do belo. Então, como sempre faço, fui estudar. Lembrei-me da teoria das necessidades de Maslow que a maioria das pessoas conhece na forma de uma pirâmide com 5 níveis: Necessidades fisiológicas; Necessidades de segurança; Necessidades de amor e pertencimento; Necessidade de estima; e Necessidade de autorrealização.


Eis que descobri algumas coisas importantes. Primeiro, essa construção da teoria em forma de pirâmide foi obra de um consultor nos anos 60 (Ah! Esses consultores que adoram um gráfico) e com ela essa ideia de que as nossas necessidades seguem uma progressão linear, que, ao atingirmos um nível, passamos para o próximo na hierarquia e não voltamos. Parte da hierarquização de tudo no período industrial, que rege grande parte das nossas vidas até hoje. Se reparar, quase todos os sistemas em que vivemos seguem esse princípio e imagem, até nossas carreiras e organogramas.


Voltando para Maslow, ele, um psicólogo desenvolvimentista de coração, compreendia que o crescimento é gradual e está mais para um passo para frente e dois para trás do que pulos de nível, como se fosse um videogame, ou que cada um fosse uma espécie de salvação para o anterior. Nada disso. Várias ou todas as necessidades básicas simultaneamente determinam qualquer comportamento e as necessidades humanas são organizadas em uma hierarquia integrada, como bonecas russas, em que cada boneca maior inclui a menor e transcende. Podemos trabalhar em múltiplas necessidades simultaneamente e a ordem pode variar de cultura para cultura, de pessoa para pessoa e até dependendo do momento de vida.


Outro ponto importante são as alterações ao modelo original de cinco etapas, incluindo um modelo de sete etapas e um modelo de oito etapas; ambos desenvolvidos durante os anos 1960 e 1970 por Maslow: Necessidades fisiológicas; Necessidades de segurança; Necessidades de amor e pertencimento; Necessidades de estima; Necessidades cognitivas; Necessidades estéticas; Necessidades de autorrealização; e Necessidades de transcendência. Então, são nas nossas necessidades estéticas que valorizamos a apreciação e busca de beleza, equilíbrio, forma, etc.



Chegando a esse ponto, volto a perguntar: por que suprimimos essa necessidade tão importante? Precisamos tanto de beleza em nossas vidas e de suas manifestações, como a arte.


E olha a coincidência, ou não. Para quem não leu meu post de final de ano, foi sobre a necessidade e importância da pausa e sobre poesia. Hoje passei na biblioteca para buscar os livros que pedi: um sobre beleza e outro sobre espiritualidade. Quando cheguei em casa, abri o segundo na seguinte página:


"...nós, humanos, sofremos desnecessariamente pela ausência do que pode ser encontrado na poesia e na espiritualidade. E o que se encontra em ambos, espiritualidade e poesia? Eu diria que a única coisa ali é 'o que importa'. O que é importante. Você sabe... Verdade. Beleza. Serenidade. Coração. Visão. Significado. Inspiração. Alma. Uma mudança de perspectiva, afastando-se do banal e em direção ao profundo e transcendente." Foto de Tanya Pro na Unsplash Bibliografia Maslow, A.H. (1970). Motivation and personality. New York: Harper & Row.

Kaufaman, S.B (2020). Transcend: The new science of self-actualization. New York, NY: Tarcher Perigee

22 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page